segunda-feira, 20 de outubro de 2008

primeiro (?) encontro (?)

Prometi e cumpri. Aqui estou, tentando entender a informática complicada (ou será só para mim?) de blogueiro para poder contracenar (dialogar, quero dizer) aqui. Bom... e começo pedindo ajuda. O livro começa com alguém (não conto quem nem amarrado!) dizendo:

- Ontem eu a vi andando na rua. Não era você, claro, mas na minha fantasia deve ter sido você aos 15 anos. Deve ter sido você um pouco antes de eu conhecê-la, eu via tudo lá.

Já aconteceu isso com você? De ter certeza de ter visto alguém, mas saber que não poderia ser a pessoa? De morrer de vontade de conversar, mas ter medo de fazer um papel ridículo? Ah, diga-me que isso não foi só comigo...

10 comentários:

Silvia Beatriz disse...

Claro que aconteceu comigo.

Só que, como meu senso do ridículo nem sempre funciona, fui logo conversar. Bem, pareceu desculpa daquelas: "Você parece com alguém...". Meu, que vexame!

kelly disse...

comigo acontece de ver a pessoa mesmo, não alguém parecido, ela mesma e ter vergonha de falar com ela, achar que não vai se lembrar de mim...

HeloWiza disse...

Quem anda de bicicleta passa esse rídiculo constantemente, porque a fantasia capacete, óculos e etc deixa qualquer "ser" totalmente diferente de quando a fantasia é de humano... E sabe que a gente se acostuma até com o ridículo???! rsrsrs

Chrystiane disse...

Oi, Lu, bem-vinda ao mundo blogueiro. Comigo nunca aconteceu isso não...

naradp disse...

Comigo já aconteceu, mas claro que a minha timidez (que só se mostra nessas horas) não me deixou falar com a pessoa, achando justamente que ela não se lembraria de mim. Mas o pior mesmo é quando vem falar contigo e tu não te lembras da pessoa, aí a vergonha é maior...
Parabéns, Lu! Sempre li os textos e sempre amei e me identifico muito com os personagens.
um grande beijo e estarei lá no lançamento, se a pança permitir.
Nara

FABIANA BORGIA disse...

Isso não acontece só com você não. Já passei por maluca algumas vezes, mas também não tenho vergonha. E se não for, paciência...
Sou prima da Carla e soube do seu lançamento. Fico muito contente por ter conseguido trilhar este caminho tão difícil, que é arrumar um espaço para escrever. Eu estou trilhando o meu também. Meu segundo livro de poemas sai no dia 04 de dezembro. E acredito que seja meu último. Estou escrevendo crônicas e romances. Vamos trocar figurinhas de vez em quando. Bjs e muito sucesso para você.

luciana pinsky disse...

Olá Fabiana, prazer. Nossa, você lançará seu livro no dia seguinte do meu... Que coincidência. Se puder, vá lá para a gente se conhecer pessoalmente.
beijo,
Luciana

Marcão disse...

sempre acontece...mas o constragimento limita a vontade... mas reserva o meu!!! Beijos e parabéns!

Daniel disse...

Show de bola este blog. Essa escritora que começa sua carreira, já colhendo elogios do Moacyr Scliar, tem certamente um longo caminho de sucesso pela frente.

Silke (du Caire/from Cairo) disse...

Bonjour ma belle!

Le premier commentaire international et ceci quelques jours apres l'ouverture du blog seulement, n'est ce pas un signe de son/ton énorme succes? :o)

Lu Pinsky, écrivaine connue mondialement, de l'Egypte (à propos, Mohammed te passe un bonjour et te félicite) à la Belgique, du Brésil a la Chine (mon frère a vu une photo de toi, ca compte, non? :o)), impressionant!

Ma chère amie, je suis fière de toi, car tu as réalisé un de mes rêves secrets... C'est absolument super!

Mes sincères félicitations, des gros, gros bisous, et j'espère que tu m'enverras un exemplaire, car je n'ai aucune envie d'attendre jusqu'à ce que la traduction arabe sorte :o)

Je t'embrasse, tu me manques!